O GOVERNO DA IGREJA LOCAL – Luciano Subirá

Quem governa a igreja local?

Cada denominação ou segmento evangélico tem sua forma de governo. De forma geral, encontramos duas distintas formas de governo. Algumas igrejas centralizam tudo numa só pessoa, o pastor; enquanto outras dão autoridade a um grupo eleito pelos membros que os “representam” e decidem tudo, cabendo ao líder acatar suas decisões. Um deles julga que o governo não deve estar sobre um só homem (o pastor), e sim com um grupo que fiscalize e cobre do líder; o outro grupo, por sua vez, nega qualquer prestação de contas e permite ao líder fazer o que quiser e como quiser. Continuar lendo “O GOVERNO DA IGREJA LOCAL – Luciano Subirá”

Anúncios

O Governo da Igreja Local – Luciano Subirá – Parte 2

Presbítero, Bispo, ou Pastor?

Há muita confusão nas igrejas em geral por causa destes termos distintos que o Novo Testamento emprega. Na maioria das igrejas, estes três termos indicam uma hierarquia ministerial, onde geralmente o presbítero é inferior ao pastor, que por sua vez é inferior ao bispo. Mas o quê, de fato, ensina a Bíblia? As Sagradas Escrituras jamais apresentaram estes termos como se referindo a pessoas e cargos diferentes; note o que diz a Bíblia: “De Mileto mandou [Paulo] a Éfeso chamar os presbíteros da igreja.” E, quando se encontraram com ele, disse-lhes: “…Atendei por vós e por todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo vos constituiu BISPOS, para PASTOREARDES a igreja de Deus, a qual ele comprou com o seu próprio sangue” (At.20:17 e 28). Observe que os três títulos são usados para as mesmas pessoas! Pedro se referiu aos presbíteros como também sendo pastores: “Rogo, pois, aos PRESBÍTEROS que há entre vós, eu, presbítero como eles, e testemunha dos sofrimentos de Cristo, e ainda co-participante da glória que há de ser revelada: PASTOREAI o rebanho de Deus que há entre vós…” (I Pedro 5:1,2). Continuar lendo “O Governo da Igreja Local – Luciano Subirá – Parte 2”