O CAMINHO DO HOMEM FORTE PARA DEUS – John G. Lake (3)

 

Imagem relacionada

DESCOBRINDO A NOTA SUPREMA DO CORAÇÃO DE DEUS

Durante o período de grande necessidade na nossa grande obra na África do Sul, as nossas finanças, por várias razões, foram cortadas. eu estava ansioso para que não houvesse nenhuma redução no trabalho que estávamos fazendo, e estava confiando que não seria necessário retirar os nosso obreiros, os quais haviam trabalhado e sofrido para estabelecer a obra na fronteira.

Todavia, não podendo mais suprir as finanças àqueles servos de Deus na linha de frente, achei que a única coisa justa e sábia a fazer seria reunir todos numa conferência geral, e então decidir qual seria a nossa ação futura. Com grande sacrifício, um sacrifício grande demais para eu contar pra vocês neste texto, conseguimos trazer todos os nossos missionários do campo para um conselho. Contei a eles as condições prevalecentes e sentamos juntos naquela noite para decidir qual seria a nossa política futura. Depois de algum tempo eu fui convidado  por uma comitiva para ausentar-me da sala por um ou dois minutos. Enquanto eu estava na sacristia, os irmãos no tabernáculo continuaram com a sua conferência. Quando voltei, eles me disseram: “Irmão Lake, chegamos a uma decisão”. O velho Pai Van de Wall falou pelo grupo e disse: “Chegamos à seguinte decisão: pessoa alguma vai abandonar o seu posto. Sentimos que chegou a hora quando a sua alma precisa ser libertada da responsabilidade por nós. Sentimos que já pesamos sobre a sua vida por tempo suficiente, e, agora, pela graça de Deus, voltaremos aos nossos postos a fim de continuarmos com a obra. Viveremos ou morreremos dependendo de Deus. Se nossas esposas morrerem, elas morrerão, se nossas famílias morrerem, elas morrerão,  se sobrevivermos, sobreviveremos, mas vamos voltar para nossas missões. Esta obra jamais será retirada. Temos um pedido: Venha e sirva a comunhão da Ceia do Senhor para nós mais uma vez enquanto estamos juntos”.

Á medida que eu peguei o cálice, eles se levantaram e se colocaram em um grande círculo. Peguei o pão e passeio-o. Foi de mão em mão ao redor do círculo. Quando chegou a vez de passar o vinho, segurei o cálice na mão,e com os dizeres costumeiros que Jesus falou ao consagrar a Sua vida a Deus: “O meu sangue no Novo Testamento”, passei-o adiante. Assim, cada um levantando os olhos repetiu: “Meu sangue no Novo Testamento”. Assim, o cálice passou de mão em mão ao redor do círculo.

Dentro de alguns meses fui obrigado a sepultar doze irmãos daquele grupo. Todos eles poderiam ter vivido se tivéssemos podido suprir as coisas normais e essenciais que eles deviam ter recebido. Mas, amados, havíamos feito um voto para com Deus. Havíamos declarado pelo amor de Deus em nossas almas,e por causa daquilo que Cristo fez por nós, que seríamos leais a Ele, e que, em Nome de Cristo, o Seu evangelho havia de ser pregado tão extensamente quando estivesse em nosso poder de fazê-lo.

Alguns homens tem dito que a cruz de Cristo não foi uma coisa heroica, mas quero dizer a vocês que a Cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo tem inspirado mais heroísmo nas almas dos homens do que qualquer outro acontecimento na história humana. Homens tem vivido e regozijado, e morrido, crendo no Deus Vivo, no Cristo de Deus, cujo sangue lavou os seus corações de todo o pecado e que realizaram o verdadeiro e elevado espírito do Seu santo sacrifício. Ele aguentaram tudo que seres humanos poderiam aguentar, e, finalmente, quando a resistência não era mais possível, eles partiram para estar com Deus, deixando este mundo mais abençoado através da evidência de uma consagração profunda e verdadeira e pura e boa, como a do próprio Filho de Deus.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s