O que significa tudo o que ligardes na terra terá sido ligado nos céus? – ANDRÉ SANCHES

10169428_856011234442933_2057771926076761384_n
Essa frase aparece em dois textos bíblicos diferentes, que são Mateus 16:19 e também Mateus 18:18, que diz: “Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra terá sido ligado nos céus, e tudo o que desligardes na terra terá sido desligado nos céus”. Para uma compreensão correta dessa expressão, faz-se necessário analisarmos cada contexto. Existem pelo menos duas interpretações a respeito dessa frase dita por Jesus. Essas interpretações diferentes se devem a cada contexto em que a frase foi dita. Vejamos mais a fundo a questão:
O que significa tudo o que ligardes na terra terá sido ligado nos céus?
(1) A primeira interpretação se apoia na passagem de Mateus 16:19. Ali, Jesus se reúne com Seus apóstolos e pergunta a eles o que o povo dizia a respeito Dele (Mt 18: 13). Após ouvir atentamente a resposta dos discípulos e questionar quem eles achavam que Ele era, Jesus tem uma resposta do apóstolo Pedro, que diz crer que Ele era o Cristo prometido (Mt 18: 16). Após essa confissão de Pedro, Jesus diz que daria a Pedro (como líder dos apóstolos) a chave do reino dos céus, e após isso diz a frase do “ligar” e “desligar” na terra e no céu. Dentro desse contexto essa frase significaria a responsabilidade dada por Jesus aos seus apóstolos e, consequentemente, aos Seus discípulos a respeito da obra de Deus a ser realizada. Nesse sentido, os apóstolos tinham o poder de abrir o reino de Deus (ligar) para aqueles que compartilhavam a confissão de Pedro de que Jesus era o Salvador e, ao mesmo tempo, de fechar (desligar) para aqueles que não criam naquela verdade.
(2) A segunda interpretação é mais focada no texto de Mateus 18:18. Ali, Jesus orienta como se deve tratar desentendimentos entre irmãos na fé. Jesus inicia incentivando que houvesse uma conciliação pessoal entre os dois que se desentenderam (Mt 18:15). Mas caso não desse resultado, a pessoa deveria chamar duas ou três pessoas para testemunhar o esforço de reconciliação (Mt 18: 16). Se ainda assim houvesse coração duro por parte da pessoa, a igreja deveria ser comunicada e, se ainda assim, não houvesse uma sinalização para a solução do caso, a igreja deveria excluir aquela pessoa da adoração comunitária, ou seja, aplicar a ela uma disciplina. Dentro desse contexto, a frase de “ligar” e “desligar” no céu e na terra significaria que a igreja representada por sua liderança tem autonomia de aplicar disciplinas, condenando (desligando) e absolvendo (ligando) aqueles que não andam de acordo com a vontade de Deus. Um exemplo desse tipo de aplicação de disciplina foi aplicada pelo apóstolo Paulo e encontra-se em 1 Timóteo 1:20: “E dentre esses se contam Himeneu e Alexandre, os quais entreguei a Satanás, para serem castigados, a fim de não mais blasfemarem”. O objetivo dessa disciplina é ao mesmo tempo buscar a restauração da pessoa e também proteger a igreja de pessoas que andam contrariamente a vontade do Senhor e não aceitam qualquer mudança em suas vidas, sendo contumazes em seus erros.
(3) Dessa forma, creio que fica evidente em qualquer uma das interpretações que Jesus confere a Sua igreja autoridade diante da obra de Deus realizada na terra. Desconsiderar essa autoridade é andar contra a própria vontade de Deus. Quando essa autoridade apostólica é exercida de maneira bíblica não é algo correto ir contra ela, pois representa ir contra o próprio Deus e Sua obra.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s