O Governo da Igreja Local – Luciano Subirá – Parte 2

Presbítero, Bispo, ou Pastor?

Há muita confusão nas igrejas em geral por causa destes termos distintos que o Novo Testamento emprega. Na maioria das igrejas, estes três termos indicam uma hierarquia ministerial, onde geralmente o presbítero é inferior ao pastor, que por sua vez é inferior ao bispo. Mas o quê, de fato, ensina a Bíblia? As Sagradas Escrituras jamais apresentaram estes termos como se referindo a pessoas e cargos diferentes; note o que diz a Bíblia: “De Mileto mandou [Paulo] a Éfeso chamar os presbíteros da igreja.” E, quando se encontraram com ele, disse-lhes: “…Atendei por vós e por todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo vos constituiu BISPOS, para PASTOREARDES a igreja de Deus, a qual ele comprou com o seu próprio sangue” (At.20:17 e 28). Observe que os três títulos são usados para as mesmas pessoas! Pedro se referiu aos presbíteros como também sendo pastores: “Rogo, pois, aos PRESBÍTEROS que há entre vós, eu, presbítero como eles, e testemunha dos sofrimentos de Cristo, e ainda co-participante da glória que há de ser revelada: PASTOREAI o rebanho de Deus que há entre vós…” (I Pedro 5:1,2).

O termo “presbítero” (no grego significa “ancião”) fala da capacitação, da maturidade da pessoa; indica o homem.

O termo “pastor” fala do trabalho da pessoa; indica o ministério.

O termo “bispo” (episkopos, no grego, é supervisor) fala do cargo da pessoa; indica a posição.

Vemos algo semelhante na medicina; o ser graduado em medicina mostra a capacitação do indivíduo para ser médico; mas médico é o termo que indica o seu trabalho, enquanto que um termo como “chefe da pedriatria” indica um cargo que ele possui. Neste caso você não separa os termos “graduado”, “médico” e “chefe” dizendo que se referem a três pessoas, pois são três aspectos diferentes em uma só pessoa. O mesmo se dá com os termos pastor, bispo e presbítero.

Porque é tão importante entender isto? Para vivermos a forma correta de governo bíblico. Nossa  igreja é governada pelos presbíteros, que também são bispos, e que possui entre eles pastores; mas não só pastores, como também os demais dons ministeriais de Efésios 4:11. Todo presbítero é um bispo e todo bispo também é presbítero, estas duas características são inseparáveis; e onde estiverem estas duas, estará a terceira: o pastor (ou outro dom ministerial; Pedro era presbítero e apóstolo – I Pe.5:1). Só que nem todo pastor é um presbítero e bispo, pois pastor é um ministério exercido dentro da igreja de Cristo, mas não é um cargo e nem tampouco governo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s