AS FESTAS DE IAWEH – A INTERPRETAÇÃO DAS FESTAS – Levítico 23:15-22

Esta é a Igreja das Nações de Cambé reunida para um delicioso café da manhã - Ultimo culto no Projeto Piá

 

Deus deu estas festas à nação de Israel e não à Igreja. Seria totalmente errado tentar introduzir tais práticas na Igreja local.

Qual foi o motivo de Deus ordenar estas festas? As festas tinha valor:

  1. 1.    Quanto ao seu alcance no tempo

As festas eram memoriais. Deus usou-as para que o povo se lembrasse do seu passado como escravos e da constante graça e bondade de Deus.

Não é isso que Deus quer de nós também (Hebreus 10:32-35). Precisamos recordar daquilo que éramos quando a graça de Deus nos alcançou (Deuteronômio 15:15; 16:12; 24:18,22; Efésios 2:11).

  1. 2.    Quanto à sua voz profética

 

As festas mostram claramente o futuro glorioso que Israel há de ter:

  • Páscoa – A morte de Cristo;
  • Pães Asmos – A vida cristã ou as vida perfeita de Cristo;
  • Pentecostes – A descida do Espírito Santo; a formação da Igreja;
  • Primícias – A ressurreição de Cristo;
  • Trombetas – O arrependimento de Israel;
  • Dia da Expiação – A restauração de Israel;
  • Tabernáculos – A reintegração de Israel.

 

  1. 3.    Quanto ao seu ensino prático

As festas tinham um ensino prático para os tempos idos. Quais as lições práticas?

a)    A singularidade de Deus

Por meio destas festas Deus estava ocupando um lugar central na vidado povo.

Em algumas igrejas locais e em algumas vidas cristãs, Deus e a Sua Palavra têm sido relegados a um plano secundário. Ele não faz parte da vida diária de muitos cristãos, os quais não têm experiências diárias com o Senhor.

b)   A fidelidade de Deus

Era uma forma de Deus provar para ios israelitas em sua fé, como também de mostrar a sua fidelidade para com aquela nação (Êxodo 34:23-24).

c)    A unidade do povo de Deus

A comunhão daquelas ocasiões servia para manter a unidade da nação. Deus exigia que celebrassem as festas em só lugar – o lugar onde Ele faz habitar o Seu nome  (Deuteronômio 12:11).

A Igreja e a união da mesma é algo precioso aos olhos do Senhor. Como é possível mantermos essa união? Uma das formas é reunirmos na presença de Deus, congregarmo-nos ao nome do Senhor.

A nossa comunhão é uma expressão eloqüente da unidade da igreja local.

d)   A oportunidade  dada ao povo

Em celebrar estas festas, Deus deu aos israelitas uma oportunidade para eles explicarem às famílias a razão porque estavam fazendo assim e o significado das festas (Êxodo 12:12-17; 13:12; Deuteronômio 15:19; 26:1-11).

As  ordenanças que o Senhor deixou para a Igreja realizar oferecem aos pais cristãos a oportunidade para estes explicarem aos filhos o motivo que o s leva a praticar tais coisas e o seu valor espiritual.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s